BIRRAS – Quem não fica desesperado com essa situação?

Birras, quem não fica desesperado com essa situação? Aqui vão alguns passos para o manejo deste problema:
1 – Compreenda que quanto menor a criança maior será a dificuldade de controlar seus impulsos e reações emocionais diante de uma frustração. E não porque ela é ruim ou malvada mas porque sua estrutura cerebral não está madura, desencadeando sob estresse uma avalanche de hormônios que colocarão a criança em uma posição de maior reatividade emocional, de luta ou fuga.
2 – Avalie se todas as vezes que a criança apresenta um comportamento de birra ela é recompensado com afeto, atenção ou conseguindo o que deseja. Caso isso aconteça, essa criança aprendeu a se comportar assim a partir da reação dos adultos e aí cabe a você adulto, mudar sua forma de reagir.
3 – Estabeleça limites e regras de forma clara, firme e consistente. Quanto menor a criança, mais detalhada deve ser a colocação de regras.
4 – Diante do choro e não cumprimento das regras respire fundo e acalme-se.
5 – Abaixe-se, olhe nos olhos da criança e diga que você entende que ela está muito brava e irritada mas em seguida repita qual era a regra entre vocês e o que você deseja que ela faça.
6 – Pergunte se ela precisa de ajuda para acalmar-se, ofereça uma água, um abraço, lavar o rosto.
7 – Não funcionando, afaste-se e diga que quando ela se acalmar estará ali esperando. Caso ela tente fugir, agredi-lo ou agredir-se contenha-a sem machucá-la, leve-a para um lugar sem riscos de violência ou de muita exposição para que não receba atenção de outras pessoas não envolvidas na situação e espere que se ela se acalme.
8 – Quando ela estiver mais calma diga a ela como você se sentiu e que ela está aprendendo a acalmar-se e a seguir regras e que você o ama e vai continuar ajudando-o a aprender.
9 – Tenha paciência e repita essa sequência até que seu filho aprenda, valorizando e elogiando cada progresso apresentado por ele.
10 – Observe-se no dia a dia. Avalie como você reage diante de frustrações e se pode estar dando modelos de falta de auto controle ou agressividade !!
*Se nada disso funcionar, procure um psicólogo especialista em Infância !!

2019-11-04T12:21:52+00:00 04/11/2019|